Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apaixonei-me por ler-te

Apaixonei-me pelas palavras que te lia
E foi por cantar-me tuas poesias de amor errante
Que fui dar-te o coração em tal alforria

Conto-vos que foi apenas por ler-te que me rendi
Desse render que me prendeu em grilhões de cetim de laços
Das fitas que amarras em tua fronte pra fingir
Ser o que não és, ou o que és em teu sincero abraço!

Somente no abraço das palavras que lia de ti
E era tal borboleta que no teu abraço encontra liberdade
De pensar que amor é bem possível
De querer o amor com todo o querer, com toda a vontade!

Foi com palavras que guardei-te no peito
E jaz agora o meu maior tesouro, em coração endereço
Que se as palavras descubro que não eras tu
Resta-me apenas o amor do teu eu que desconheço!

E se não eras tu, o que me resta agora?
Apenas a certeza de não amar-te em vida
Apenas a certeza de amar alguém que dentro de ti te esconde
De amar alguém que dentro de ti encontra guarida!

Apaixonei-me pelas palavras que te lia
E foi por cantar-me tuas poesias de amor errante
Que fui dar-te o coração em tal alforria!
dhália
Enviado por dhália em 18/09/2006
Código do texto: T243541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:34)
dhália