Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


beijo novo


não havia mais como esconder de você
esse beijo amado que eu tanto queria te dar
de uma hora para outra eu te assaltaria sem você perceber
estou terrificado por esse nosso poder superior
o que eu faço diante desse meu breve medo, meu amor?
nunca te beijei e sequer sei como você é

você profetizou para você mesma
como é bom ter você em minha vida
sugando meu coração e esvaziando meus medos internos
uma nova era que se inicia
tenho medo do que possa acontecer a mim e a você
quando você disse que me viu ao final do ano com alguém na praia
sinto fortemente que é você mesma
intuição de mago
gente de cara estranha como nós
de índole misteriosa
quão intenso será eu te agarrar noite afora?

minhas mãos te possuindo em amor
diálogo perfeito que esqueci de salvar
quero um pouco mais de você, mais do que eu sempre tive
quero o que falta pra me completar
quero o necessário pra me fazer andar
e mais um pouco pra mim me fartar e ainda não me saciar de você!

chega de tantos problemas
não quero mais medida pra amar
não quero ter que sobreviver com uma provação por dia
não quero mais ser anjo de ninguém
deixo pra você esse cargo
sou um elemento assim tão fantasioso
e você sabe bem quem eu posso me tornar daqui há alguns anos e anos
não me deixe por favor!

seria você a minha mãe natureza assim tão simples e comum?
seria você meu amor de fim de adolescência?
seria eu um alvo perspicaz de coisas novas e tão maravilhosas?

eu te amo mas eu escondo tanto isso de mim mesmo
não há como caber em mim tanta coisa assim
não queria morrer sem pedir teu perdão
por não ter me revelado antes
por não ter me propagado antes
sou tão teu como as cobertas de tua doce cama, minha bruxa amada




medo de viver ao teu lado
medo de não cumprir as minhas falsas promessas

terrificantemente bela
terrificantemente jovem
terrificantemente amada
terrificantemente apaixonante
amo você garota de spikes
só não sei nem por onde começar
se na praça escura a noite em uma linda noite gótica
ou dentro de meu coração me assumindo ternamente como eu sou...
...e deixando você vazar por todos os meus poros...

terrificantemente medo
terrificante amor
terrficantemente apaixonado
terrificante reação

olho pra trás e te vejo sempre...apenas agora te sinto de verdade
e te assumo
e te assumo
e te assumo...nessa vasta
pequena
e acolhedora escuridão...

digo que te amo
em meio a luz de velas negras
em meio a bater de asas de morcegos

digo que te amo
e revigoro minha mente
não mais pranto
não mais duvidas
não mais incertezas ou indecisões
amo você
mesmo não sabendo quem é
nesse teu calcificante escuro que jamais assumi
que jamais prometi
e que so agora as Deusas me fazem real esse recado...


Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 19/09/2006
Código do texto: T243692
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70534 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:37)
Rônaldy Lemos