Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0816 - Pra dizer, te amo!




Não bebo mais da tua paixão,
nem coisa nenhuma tua,
estou atento aos sonhos,
teus, os meus busco amanhã.


Poderia falar de amor,
vira e me deixa calado,
noite passada não sonhou,
nem falamos d'outros dias.


De tudo ficamos nós e a porta fechada,
um coração que não pára de querer,
é como se um dia morresse de manhã
e a noite voltasse pra fazer amor.


Talvez chore ao ler o que deixei escrito no espelho,
não soube ficar em silêncio,
quem sabe esta noite encontramos,
como antes, a saudade vem e nos leva.


Volte até onde eu parei aquele beijo,
no meio da rua, as pessoas olhando.
Ficou escrito naquela hora o amor,
como ontem quando voltei a dizer te amo.


19/09/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 19/09/2006
Código do texto: T243979
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:47)
Caio Lucas