Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE VOLTA AO COMEÇO

Inverto o movimento do ponteiro do relógio
e tudo volta a ser como antes.
As plantas diminuem de tamanho, voltam à forma de semente
e o sol começa a retroceder e,
em curtos passos, refaz o seu caminho.

A noite entardece, e a manhã
reaparece como uma ave que voltou
de uma longa viagem rumo ao sul,
sob o sol encarnado de meu lugar.

De repente, vem o sono
e a manhã anoitece, um véu caindo
sobre a paisagem de sempre.

E de repente eu me vejo ao teu lado,
abraçado ao teu corpo, sob o lençol.

E a noite lá fora é fria...

E a noite fria passa.

E uma tarde se anuncia.
 
Outra manhã.

Noite.

Dia.

Noite.

Dia.

Até que eu te vejo pela primeira vez
e sinto o prazer imenso do milagre
crescendo em meu corpo
e em minha alma.
Mas agora sei que é para sempre,
sei que sobreviveremos à dor, ao ciúme,
sei que as lágrimas não matarão o riso,
sei que estaremos juntos,
por muitos dias,
muitas noites,
sei que terei saudades,
e matarei as saudades ao te reencontrar,
ao te rever depois de dias,
e, sem medo algum,
solto o ponteiro do relógio
e deixo o tempo correr
novamente,
limpo,
frágil,
para muito além do que eu sei,
para dentro de mim.

Mas o tempo só segue adiante
com suas névoas, seus mistérios sagrados.
E todos os dias erguemos pontes
para fazer sem temores
a longa travessia.

Francisco C
Enviado por Francisco C em 19/09/2006
Código do texto: T244035

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:41)
Francisco C