Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CREPÚSCULO

Não sei a razão, mas desconfio
que minha história,
se aproxima do fim.

Talvez, o réquiem
não seja ao
som de uma canção de adeus.

Também, não será com
mãos acenando pelo ar,
mãos não dizem nada...

Tenho a impressão,
que tudo aquilo que sonhei,
vai diminuindo na medida
em que me entrego
à distância do nada..

E lá no horizonte,
os meus monólogos de carência
jazem em um diferente ocaso,
que o sol  outra vez
jamais verá.

Wil
Enviado por Wil em 19/09/2006
Código do texto: T244333
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84510 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:48)
Wil