Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0819 - Espera




Não posso esperar, o beijo, as palavras,
a boca que não fala de amor,
o relógio pendurado no sol,
a meia-noite sem o corpo quente no meu.

 
Deixo a prata da lua, o ouro do sol,
as lágrimas que rolaram noite passada,
sem você ao redor de mim,
cresce o amor, era pequeno e não chorava.

 
Tenho ido ao céu numa e outra madrugada,
com ares de anjo te tomo,
sem espera, tenho seus sorrisos pra mim,
uma nova mulher lua, crescente como o amor.
 

Não espero o não, não espero o tempo, não espero,
não é estrela cadente que rouba o olhar,
volto para encontrar-te, palavras, não preciso,
amor não tem som, nem corpo, só tem eu, se tenho você.



20/09/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 20/09/2006
Código do texto: T244929
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 16:00)
Caio Lucas