Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OUTRO POEMA DE AMOR E MEDO

Medo de amar
amar o medo de amar
ter medo de amar o medo de amar
amar o simples fato de ter medo de amar o medo de amar

Amor e medo se abraçam
em algum quarto da memória
se despem, se beijam, se agarram
copulam em agonizante frenesi

Lembro do medo que tive
quando percebi que amava
e podia perder,
podia até ter
e esse ter ser efêmero

Compreendi,
quando não era mais adolescente,
que amar é um risco
e plantas não crescem sem água e luz
e palavras se tornam adagas
e afagos se tornam ungüentos,
é preciso cuidado:
amor - campo minado

Quem se deixa dominar pelo medo
não tem forças para amar
Quem crê que só se pode amar sem medo
nunca na vida irá amar
Pois amar é perder um pedaço,
é subitamente tornar-se metade,
é ficar cego e ter,
como única fonte de luz,
a pessoa a quem se ama

Dessa cegueira muitos vivem:
que é a luz sem?
Tenho amor e tenho medo:
sou um igual a vocês!


Francisco C
Enviado por Francisco C em 21/09/2006
Código do texto: T245514

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25669 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:24)
Francisco C