Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA CRIANÇA

Que pena, afrontaste

um querer sincero, mesmo

depois de saber que sempre

te amei.



Hoje, vejo através

da vidraça, talvez

até como fantasmas,

tudo o que um sentimento fez.



Protegi seus passos

até em meus sonhos,

sentia saudades quando

estavas ausente.



Meu colo passou a não

ser de ninguém, para ser

seu em todos os momentos.



Minhas mãos estendidas,

foram sinônimo de

segurança.



O tempo passou,e agora,

minhas mãos trêmulas

julgas não possuirem

mais aptidão.



Hoje, sou ultrapassado,

e meus conselhos

inoportunos. Tenho saudades

do passado quando aceitavas

meu terno amor.....e assim,

a vida continua.




Wil
Enviado por Wil em 21/09/2006
Código do texto: T245563
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2616 textos (84558 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 15:03)
Wil