Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fujona

Eu já não posso imaginar que sou seu bem.
Não tenho você e sem seu olhar não sou ninguém.
E não há ninguém a quem possa amar,
o que é fácil de explicar.

Às vezes você me desaparece e porque
será, meu amor, que isso acontece se você
já sabe, se mais amor eu tivesse,
pra você iria dar?

Eu já não posso nem mais pensar na solidão,
e muito mais medo ainda vou ter no coração
se um dia você quiser esquecer
de que pra mim deve voltar.

Taí uma coisa que vou lhe pedir
pra não pensar.

Sua fujona, eu acho que você quer me matar,
pois sem você não sei ficar.

Deixe de lado a intenção de me fugir.
Você é somente toda a razão de eu existir.


Rio, 23/03/1967
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 22/09/2006
Código do texto: T246463

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:47)