Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escravo do amor

Os caminhos e o prazer eu desvendo
No teu corpo fremente de desejo
São evidentes os signos e sinais
São vias de mão dupla e de muitas mãos

Cuidado com as curvas, buzine na esquina
Não, aqui não mexa, mas ali se abrigue,
Aloje-se, albergue-se, se perca
Se ache, se esconda, desapareça...

Como num jogo depois eu lanço dados,
E dedos, e lábios, e língua e coxas
Olho nos teus olhos e leio “vem”
E avanço três casas pra seguir o jogo

Então me lanço num recuo
E me imobilizo, me ponho de castigo
Imóvel permaneço até que me libertes
E liberto fantasio em ser teu escravo.
Jacques Levin
Enviado por Jacques Levin em 22/09/2006
Código do texto: T246803

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o link do autor e o link da obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jacques Levin
Vassouras - Rio de Janeiro - Brasil
1171 textos (104454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:16)
Jacques Levin