Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
          A SOMA


Sei que estás à espera...
É natural que me queiras,
Vou me dar toda, inteira,      +
Libertar essa fera,
Ao consumir tua tara
Que no tempo aglomeras.

Estou verdadeira
À minha maneira,
À cata da rara                       +
Volúpia, que encara
A quem nunca pára
Pela vida inteira.

Estou vulnerável
A teus todos carinhos,
Mesmo aos sem jeito,           +
Ao fato sozinho.
És tu adorável,
Suave e constante,

Teu todo é bastante,
Por claro e amável,
És o representante                +
Do amor elegante...
Ponho-me à espreita,
Pela nesga estreita,

Vejo teu torneado,
Qual imaginado...
Quero ser feita                      +
Como a tua eleita,
A esquerda e a direita,
Teu metro quadrado,

Vou ser a parcela
Que dá o resultado
Certo e provado,                   +
Que te complementa...
E fazer-te somado
Nessa conta perfeita.
                                            =
__________________
No tempo aglomeras
Pela vida inteira,
Suave e constante               
Pela nesga estreita,
Teu metro quadrado,
Nessa conta perfeita.


                                         Certo !



José Carlos De Gonzalez
Enviado por José Carlos De Gonzalez em 24/09/2006
Reeditado em 29/07/2008
Código do texto: T248122
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Carlos De Gonzalez
Itu - São Paulo - Brasil, 66 anos
556 textos (58836 leituras)
299 áudios (25422 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:38)
José Carlos De Gonzalez