Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A TEMPESTADE

A tempestade vem, e com ela a tristeza
dentro do meu peito, tentando tirar-me a paz
que um dia conquistei com destreza
e conheci todas as maravilhas que ela traz

assim como os relâmpagos anunciam o trovão
e o cheiro da terra a chuva do céu
premedito os anseios do meu coração
me escondo, morro, mas não rasgo o véu

assim como a identidade eu perdi
e minhas prioridades o vento levou
tudo passou e só eu não vi
o modo que você me deixou

mas pra que lamentar?
ficar a chorar?
me mal tratar?
deixar de amar? "NUNCA"

sou poeta da vida
e minha vida é o amor
e essa é minha lida
nisso dou valor

mesmo com a alma divida
e isolado de teu calor
paixão ainda é minha comida
e amor sempre será meu sabor

novamente não tenho me importado
com tudo aquilo que há de vir
mesmo que minha alma você tenha cortado
ainda me lembro do seu sorrir...

...e o amor vive!

...eternamente!







MaxVc
Enviado por MaxVc em 25/09/2006
Reeditado em 18/10/2006
Código do texto: T249084
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MaxVc
Goiânia - Goiás - Brasil, 35 anos
75 textos (4215 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:36)
MaxVc