Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÚLTIMA INSPIRAÇÃO

Hoje tirei o véu dos pudores,
Entre rumores, a calmaria do tempo me calou a voz.
As lágrimas fluiram dos olhos em dor,
O coração pulsava a alma...Solidão.

O grito da paixão calada
Ecoou do peito vazio...Saudade.
O silêncio mórbido roubou a inspiração.
A poesia se desfez!
Não existiam mais sinônimos ou antônimos
Que rimassem a quimera perdida,
O sonho havia acabado.

As mãos trêmulas do poeta
Já não conseguiam escrever os pensamentos.
E debruçado sobre o papel em branco
Não conseguiu sequer
Escrever sua última inspiração.

O tempo inertizou o amor.
Calando para sempre o sonho do poeta,
Na literatura da vida.
Socorro Carvalho
Enviado por Socorro Carvalho em 26/09/2006
Código do texto: T249887
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Socorro Carvalho
Santarém - Pará - Brasil, 49 anos
28 textos (4401 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:40)
Socorro Carvalho