Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce Historial de Afectos

Para um qualquer príncipe, para o que virá, para o que for verdadeiro, para o que verdadeiramente desejar ser feliz e partilhar os dias, longe ou perto, rindo ou chorando, mas tomando conta do sentimento que encher o peito. Para Ti onde quer que estejas porque o teu abraço gostaria de encontrar...Por um dia desejo que me encontres e me venhas buscar...

Sorrirás quando ouvires a minha gargalhada
Porque ela vai alimentar a alegria submersa em ti
Da mesma forma que eu irei rir com satisfação
Quando perceber que estás perto do meu coração
E se eu chorar sei que chorarás comigo
Porque seremos um só para dividir a tristeza
Para ultrapassar a melancolia
Fazendo face à dor e à agonia
Porque não sendo sempre a solução
Contar contigo será uma ternurenta doação

Abençoarás os meus passos e decisões
Sei que vou encontrar-te onde quer que for
Porque nunca serás ausência mas antes presença
No meu coração e na minha vida
Porque o tempo nunca afastará o bater uníssono
Ritmado e igualmente compassado dos nossos corações
Ardentes de amor e paixão
Brilhantes dos sonhos e ilusões
Que juntos traçaremos no céu
Com a melodia dos nossos beijos
Orquestrada pelos suspiros
De momentos que nos completam e deslumbram

Contarei contigo para desabafar
De igual forma estarás à espera da minha voz
Para consolar a tua impaciência ou quem sabe a desavença
Para te dizer com os olhos humedecidos
Que estarei ali ao pé de ti
Para te apoiar e fazer feliz
Não interessa o tempo que passar
Porque se valeres a pena
Então tudo será mais fácil
Mais doce e emocional
Se tu existisses
Oh...
Se estivesses aqui e fosses real

Embalar-te-ia em carinhos
Em mimos eternos que percorrem a noite
Que dissolvem a amargura
E retribuem o que a alma anseia
Se por momentos sentisse a sublime plenitude
Aquela que invade o coração e tal maneira
Que tudo fica belo e repleto de afecto
Se tudo fosse tão simples como escrever
Se a cada palavras os sonhos se realizassem
Se o meu Eu existisse para o teu Eu
Viraríamos NÓS em todos os escritos e mensagens
Que perdurassem no vasto tempo ancestral
E aí nada nos deteria a não a ser as partidas da Vida
Que junto ultrapassaríamos até ao derradeiro Adeus!

Enquanto não vens
Ou enquanto não te encontro
Nunca será um custo sonhar
E se nunca te encontrar então já terá valido a pena
Em ti acreditar e contigo me iludir
Porque nesses breves instantes
Tudo é possível e o coração fica em paz
Com a ilusão de que estás algures o alcance da minha paixão
Perto da doçura de quem afaga a face e beija a testa
Com a candura e a magia de quem dedica palavras de amor
E se estas são para o vento ou se têm remetente
Isso pouco importa
O que vale é o que está cá dentro
Perto de tudo o que não lamento
Junto ao tanto que nunca alcances
Perto do muito que desejo obter

Para ti que estás algures
Perto ou longe tanto faz
Ficam aqui as palavras
Delas faz o que desejares
Porque o príncipe
Pode não existir
Mas vive algures dentro de mim
A princesa que o deseja encontrar
Sonya
Enviado por Sonya em 28/09/2006
Reeditado em 30/07/2008
Código do texto: T251473

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonya
Portugal, 34 anos
170 textos (17292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:54)
Sonya