Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARA SEMPRE POETA




a poesia é imortal.
ainda que eu morra,
ela continuará aqui :
irritando, inebriando,
louca de paixões.

permanecerá acesa
a chama do fogo humano.
todos os cenários
que um dia compuseram
o teatro das ilusões.

o que fazer ? recitar drummond ?
pegar o bonde ? fugir para minas ?

devo aceitar que, um dia,
o que foi um homem
será, tão-somente, poesia.


Mário Annuza
Enviado por Mário Annuza em 28/09/2006
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T251549
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Annuza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
62 textos (3813 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:55)
Mário Annuza