Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce Relato

Pálida, em seu leito descansa na alvorada tardia,
criatura tão doce..., porem misteriosa...
sua voz é como uma melodia harmoniosa que irradia...
uma infindável paz..., sensação tão gloriosa!

Sua pele é clara como a alva neve,
sua textura difere de uma seda rara,
seus olhos conseguem levar-me a um leve...
oceano de sonhos cuja energia não se compara...

Sua boca é uma dádiva incomensurável,
feliz, é aquele que prova desse apetitoso mel!
bem aventurado é aquele que realiza feito tão louvável...

Seus lábios são como uma furta muito apetitosa,
cujo sabor difere da mais rara fruta, doces e suculentos, sensação tão gloriosa!
doces e suculentos, sensação tão gloriosa!

Lonely Wolf
Enviado por Lonely Wolf em 28/09/2006
Código do texto: T251584

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Fernando Douglas " o poeta lobo solitário"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lonely Wolf
Lagarto - Sergipe - Brasil, 25 anos
577 textos (10018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:18)
Lonely Wolf