Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NADA SEI

Não sei por que espero
o amor, este engodo dourado
que me manteve presa em
seus lábios por outros molhados.
Não sei por que improviso
as noites em meu corpo se
nunca está em mim,
mesmo se mira meus olhos
com seus olhos cansados
de tanto contemplar a beleza
que não tenho para o desesperar.
Não sei por que o espero
se seu amor sempre foi
farol às avessas e me levou
às ilhas ilusórias da paixão
lá me deixando nua, sem sol,
mais nua que sua indiferença.
Não sei, nada mais sei
a não ser da presença deste amor
que você olha com o desdém
dos deuses e a frieza dos desalmados.
Amor sem fogo na manhã.
Quimera de um solitário querer.
Saramar
Enviado por Saramar em 29/09/2006
Código do texto: T252038
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Saramar
Goiânia - Goiás - Brasil
89 textos (7949 leituras)
1 áudios (526 audições)
2 e-livros (352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:30)
Saramar