Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM AMA SENTE OS MOTIVOS SEUS.

Manoel Lúcio de Medeiros.


Seriado – 8


I
Eu quero em teu espaço viajar,
Cortar teu infinito no voar,
No ponto mais distante te encontrar,
No teu amor eu quero penetrar!
Fazer deste encontro o meu prazer,
Sentir tudo que a vida tem pra ver,
Falar daquilo que eu posso dizer,
E amar pra nunca mais te esquecer!
II
O amor nunca se encontra com o mal,
Amor quando é puro é eternal,
O amor é singular, é sem igual,
A nada se compara, ele é o tal!
Somente o amor é dádiva de Deus,
Quem ama sente os motivos seus,
Quem nesta vida amou nada perdeu,
E quem nunca amor, jamais viveu!

III

O amor é mais profundo que o mar,
Mais forte que um ciclone a assolar,
E quando o amor domina, prende o ser,
O amor é a fonte que nutre o viver!
Levanta o fraco e o pobre incapaz,
Reabilita o enfermo à paz real,
É um milagre sem outro igual,
É medicina, é cura para o mal!

IV
Eu quero te dar mais do meu amor,
E te fazer sentir todo o meu ser,
E dar o mais de mim, pra receber,
De ti, tudo que vem, me dá prazer!
E quanto mais se entrega, mais se dar,
A troca do amor não faz cansar,
O amor somente é livre pra amar,
O amor preenche a terra, o céu e mar!


Direitos autorais reservados.


Malume
Enviado por Malume em 29/09/2006
Código do texto: T252326
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16872 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 09:56)
Malume