Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LABAREDAS

O frio da noite está a me enregelar.
Implacável friagem que quer me matar.

Recolho gravetos e
afago estrelas com meu olhar.

Sento na areia e a fogueira fico a admirar.
As labaredas conseguem me fascinar.

Meus olhos ficam presos. Como que hipnotizados.
Vejo duas formas a dançar...
Somos nós... Dois enamorados.

Nus e belos.
No eterno do tempo que tudo guardou... embalados.

SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 29/09/2006
Reeditado em 01/04/2011
Código do texto: T252398

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4043 textos (78137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:11)
SONIA DELSIN