Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O veneno

É suave o veneno
Que entorpece a razão
Ensandece a libido
Torna ébrio o coração

E como é doce o veneno
E como são intensos os calafrios
Não matam, nem engordam
Mas causam constantes desvarios

Uma só gota do veneno
Pronto, está feito o estrago
Nos os olhos, um brilho estranho
Na boca um, gosto amargo

Mas não era doce esse veneno?
Sim, a paixão é doce inocência
Mas após amadurecê-la
Uns poucos recobram a consciência

E o pobre envenenado
Estava apenas apaixonado
Se a paixão tornou-se amor
Então maior pode ser a dor
Se o amor criou raiz
Poderá ele ser muito feliz
Se só da paixão ele sorveu
De solidão o pobre morreu
Bia Mendonça
Enviado por Bia Mendonça em 30/09/2006
Código do texto: T253040
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bia Mendonça
Goiânia - Goiás - Brasil, 37 anos
32 textos (5017 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:20)
Bia Mendonça