Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor imortal

Não falo desse amor
Sufocado, finito e faminto
Desse amor que te faz fracassado
E perdido em imaginários caminhos

Não falo desse amor
Revoltado, angustiado, pré-datado
Desse amor que tem te devorado
e lançado em tantos descaminhos

Falo do amor sonolento
De amanhecer enlouquecida
Respirando a simples brisa
Na esperança de esperar o tudo o nada.

Falo do amor companheiro
Mesmo longe não se esquece do amado
Não precisa de agenda, mapa, roteiro
Faz seu próprio rumo certeiro

E navega até o infinito
Ao ouvir um simples grito
Do amado, ainda inacabado
Pois era apenas ensaio de pequeno gemido

Deste amor forte, destemido
Que não preciso falar, nem demonstrar
Pois no meu peito arde, inflama
Às vezes mal posso respirar

Este amor de manhãs silenciosas
Perdido em tuas curvas suntuosas
Onde esqueço o tempo passar
Para a sós contigo, só amar.

Este amor de tardes fogosas
Em que me entrego a tuas mãos sedosas
Onde encontro pequenos segredos
Grandes mistérios, realidades nervosas.

Não posso calar o amor que em mim clama
Cuja chama cada vez mais forte
Arde tão forte ao mesmo tempo inocente
Ah o amor que tenho por toda esta gente.

Não falo desse amor mortal
Sinto este amor tão especial
Impossível de descrever, só sentir, essencial
O amor ao ser divino, que nos faz imortal.
Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 02/10/2006
Código do texto: T254674

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87690 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:41)