Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ELA DIZ QUE EU SOU MALUCO

Ela diz que eu sou maluco
que eu sou inconseqüente
que escrevo versos tortos
cheios de chavões manjados

Ela diz que eu não sou sério
que não sabe quando brinco
ou falo profundamente
sobre as coisas dessa vida

Ela diz que eu não sou
nem Bandeira nem Pessoa
que sou mesmo é um à-toa
que ela ama de paixão

Ela me beija como a um menino
e todo o meu desatino
passa a ter razão de ser

Todos os meus versos tortos
ganham vida
quando falam de amor

Ganham vida
os meus versos
quando refletem a luz do amor

Ganham sim
Francisco C
Enviado por Francisco C em 03/10/2006
Reeditado em 29/11/2006
Código do texto: T255498

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25673 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:54)
Francisco C