Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0837 - Não sou



 

Já não sou eu quem escreve,

não falo mais de ti,

volto os olhos e não a vejo,

não me procurem, me perdi.

 

 

Digo deste amor que um dia sonhei,

ainda que me perca, que negue,

és meu pecado mortal,

ainda que toda solidão me carregue.

 

 

Negra, noite negra que me faz perder;

no teu corpo frio,

caminho rasgando pedaços de escuros,

por mulheres, todas sem brio.

 

 

Não sei quando acordar,

não sei quando começa a dor,

não sei se ainda estou vivo,

já não te sinto, não me sinto amor.

 

 

03/10/2006



Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 03/10/2006
Código do texto: T255513
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:06)
Caio Lucas