Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema de silêncio

Nem fale nada
Chega
Não diz não
Parece que vai falar que tudo acabou
Para, por favor.

Vi em teus olhos
Que não me suportava mais
Ou, que suportava-me, mas...
Parece que minhas palavras
Já não funcionam mais
Eu entendo.

Qualquer o homem imperfeito
Consegue te fazer feliz
Com maior eficiência que eu
Já que este não é homem
Para dar sua presença
Dar sua mão, seu suor.

Pela milésima vez
Te peço desculpas, amor
Desta vez, como das outras
São sinceras
E os teus motivos
Lhe dão toda a razão de reclamar.

Mas, amor, se me ama
Não lhe cabe cala
Diz-me beijando na cara
De modo que eu fique sem ar
Pra lhe responder
Que lhe amo mais.

Nem fale? Fale? Se cale?
Não te ordeno nada, meu amor
Te amo com palavras
Por que é a única forma que tenho em mãos
Já que as próprias
Estão longe do teu corpo.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 05/10/2006
Código do texto: T256650

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98434 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:15)
Andrié Silva