Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Praga de uma insônia

Essa noite meu sono pediu ajuda
Ao meu travesseiro, que foi negada
Quanta falsidade do meu juízo
Nunca pedi o auxílio da maldade
Que oposição! Desta vez tive prejuizo

Meu cérebro me mandou
Um sonho incondicional
Para a minha mente, que anda tão mal

Sonhei com xeus versos na madrugada
Acordando todo mundo com sua fobia
Com seus ruídos insuportáveis
Ao romper do dia, só sobraram agonia
Zedio Alvarez
Enviado por Zedio Alvarez em 05/10/2006
Reeditado em 23/10/2008
Código do texto: T256670
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zedio Alvarez
Petrolina - Pernambuco - Brasil, 59 anos
3324 textos (117356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:08)
Zedio Alvarez