Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fruta Proibida

Não venha com intenções
Porém, afaste-me de mentiras.
Sei todas suas pretensões.
Suas flechas, e todas suas miras.
Quem gostaria de te ajudar?
Quem te quer completamente?
Deleitar ter-te para te pegar
E saber o que você tem de diferente
Cansei de esperar seu olhar
Receber-te de braços abertos
E fico... a esperar, esperar.
Sem te procurar nos lugares certos
Me faz parecer substituível
Que me quer por opção
Te portas como impossível
Me seduz qual Eva, eu... Adão.
Por que me traz ao pranto
quando te quero tão bem?
Se ao menos me causasse espanto
ou me levasse longe, um pouco mais além.
Fugindo sempre quando te quero perto
Levando tudo que quero proteger
Toque-me até fazer-me esperto.
Seja por mim, faça-me te merecer.
Meu íntimo arde em chamas
que queimam em pura excitação
És rainha das mais belas damas
Exaustando-me à explosão.
Te privo a ser minha propriedade
Recolhendo-te para esconder
Obsessão na mais pura normalidade
Perecendo em desejo até morrer
Apenas converta-me seu
Proteja-me de mim
Enquanto devoro tudo o que é teu
Não me negue, apenas diga sim.
Êxtase de um mortal perecendo em desejos da carne.
Controlando seu corpo do pecado
Perdendo o senso a esquartejar-me
Fervendo encandescentemente, mas sempre ao seu lado.
21/10/2002
Manoel Aguiar
Enviado por Manoel Aguiar em 05/10/2006
Código do texto: T257291
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel Aguiar
Praia Grande - São Paulo - Brasil, 29 anos
21 textos (361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:14)
Manoel Aguiar