Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Noturno

Quando o meteoro aflito
abre o pára-quedas de fogo
e risca a noite
em trajetória luminosa...

Quando os cães uivam pra lua
e os gatos, em cio vertiginoso,
procriam nos telhados.
Quando os galos desferem
o trêmulo metal de estrela
que timbra a madrugada
e os amantes clandestinos
se exilam no obscuro.

Quando as ruas se iluminam
pelo trânsito lunar
e a cidade desfalece em lençóis
de neve e flor:
eu me instalo no estaleiro
em labor de forjaria
e construo em silêncio
os meus barcos de papel.

Tu és sempre o destino
do poema que navega...
Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 06/10/2006
Reeditado em 06/10/2006
Código do texto: T257750

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (83355 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:05)
Vaine Darde