Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Aquela Janela
 
Estou quieto na calçada
Olhando aquela janela
Aquela aquarela
Parece uma tela
Uma arte bela
 
Aquela trigueira
Com olhos castanhos
E cabelos negros
Mexendo nos laços
Avigorando os cachos
 
Penteia os cabelos
Olhando distante
Não vê um instante
O apaixonado
Que está logo em baixo
Olhando pra ela
 
Passo todo dia
E olho a janela
Almejo a alegria
Da atenção dela
 
Eu durmo desperto
Sonhando com ela
Eu quero a bela
Daquela janela
 
Não sou um fantasma
Não sou invisível
Sou um enlevado
Presente na dela
 
Um olhar dela
Mesmo de relance
É o que espera
Esse parvo amante
Emerson Mattos
Enviado por Emerson Mattos em 06/10/2006
Reeditado em 27/01/2012
Código do texto: T257764
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Emerson Mattos
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil
84 textos (4335 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:50)
Emerson Mattos