Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0842 - Sem sonhar


 

 

Não sei se ainda quero sonhar com amor, não mais,

um dia morre as vontades e os sonhos,

não sei aonde vão, não devo desistir,

não quero brincar de viver, não depois de você.

 

 

Preciso de toda a realidade que conseguir,

fazer eu mesmo o caminho,

não importa o tamanho ou se ela me ama,

meu destino é ir além, caminhar, caminhar.

 

 

A felicidade não parece com nada que conheço,

andei por antros, cabarés, casas, até em templos,

busquei em todos os céus, pelo que me disseram ser,

ninguém soube e ninguém jamais conseguiu explicar.

 

 

Quero conhecer um homem completamente feliz, um,

volto aos meus deuses só quando estiver pronto,

talvez eu que não saiba me sentir inteiro,

o prazer está incutido nos dias que falamos de amor.

 

 

Não sou um homem razoável, não para minha vida,

tenho dificuldade de parar, preciso sonhar menos,

fazê-la acreditar que sou verdadeiro, que sou amor,

têm dias que nem eu mesmo sei por onde começar.

 

 

Sonhe com aquilo que você quiser.

Seja você o amante, o bandido ou o solitário,

porque você possui apenas uma vida

e nela só se tem uma chance de fazer o que deseja.

 

 

Hoje não vou sonhar, não sem minha amada,

esteja onde estiver, quero-a aqui, pronta para o amor,

não sei porque um dia chorei, talvez solidão,

sei hoje porque amo, sei porque devo continuar.

 

 

06/10/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 06/10/2006
Código do texto: T257952
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:24)
Caio Lucas