Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia nos lábios da poetisa. 

 

Nas grandes altitudes falta fôlego.
Como faz falta  tua ausência.
A noite fica com grande fadiga.
Altitude e, na sua ausência, tristeza.

Só me levanta a tua voz, sonora, bela,
harmoniosa como o canto da primavera.
Não sei se brilham as estrêlas, a lua
ou a maneira como falas com ternura.

Os dias passam como o vento no tempo,
sinto bater no corpo, alivia o calor e reanima
a mente. Minha doce poetisa, fazes da poética
tua criação, fazes imitar o canto afinado dos
pássaros. Bela boca, belo canto, belo teus lábios.






Direitos autorais reservado ao texto.
Imagem da net.

Sitonio
Enviado por Sitonio em 08/10/2006
Código do texto: T259394
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sitonio
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil, 55 anos
291 textos (24129 leituras)
6 áudios (2162 audições)
3 e-livros (745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:16)
Sitonio