Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À ESPERA DO AMOR

Se ela virá, não sei.
espero teimosamente em meu canto,
com todo o encanto que senti
ao descobrir:
ela existe.

Percebo cada segundo
arranhando a minha pele.
Não, ela não demora.
Pior seria se eu não tivesse
a quem esperar.

Quando ela chegar,
nenhum navio deixará o porto,
nenhuma criança resistirá ao sono,
a noite chegará furtiva
como um anjo flanando.
As flores serão cobertas
por sereno e estrelas,
e os seresteiros cantarão
doces cantigas de alegria,
e eu sorrirei.

Quando ela chegar,
as areias da praia bailarão
ao sopro do vento que virá
do outro lado do rio,
de outro recanto da vida.
E deitaremos, lado a lado,
corpos colados,
olharemos a lua cruzando
o mesmo céu de outros poetas,
outros cantores do mundo.

Se ela virá, não temo.
Há uma fé rediviva em mim
e, dentro, queima a fogueira
de uma certeza:
ela existe.

E essa fogueira iluminará
a noite que já vem.
Francisco C
Enviado por Francisco C em 09/10/2006
Reeditado em 19/12/2006
Código do texto: T260119

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25669 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:45)
Francisco C