Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ONDAS

Quando eu olho o mar
Não vejo somente águas,
Vejo o caminho dos ventos
Revoltos pensamentos,
Que com suas asas
Batem nas águas,
E fazem brincadeiras,
Num balanço de vai-e-vem
E vai...
E vem...
E vai...
E vem...
Trazem de longe segredos
Enviados por alguém.
São infinitas andanças,
Eternas horas,
Percorrendo mundos,
Pelo tempo afora, e
As águas cantam,
As águas dançam,
E banham pedras,
E levam histórias
Tão fabulosas.
Rugem em lamento
Fazendo barulhos,
Contando sonhos,
Trazendo encantos.
Sim, as águas cantam
Em tom sonoro
Qual muitas palmas,
Qual preces enviadas
Que se derramam na praia,
Lavando os pés
De quem contempla extasiado
A obra do Deus amado.
Essas águas abençoadas
São ondas de encantamentos
Que vão, que vêm
Dançando à música dos ventos.

Esta poesia foi escrita enquanto ouvia a música 
Waves do Recantista Yonanrod, a quem a dedico.

Brasília, 06/10/2006.
Divina Reis Jatobá
Enviado por Divina Reis Jatobá em 10/10/2006
Reeditado em 07/07/2008
Código do texto: T261108

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divina Reis Jatobá
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
289 textos (39970 leituras)
6 áudios (1218 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:07)
Divina Reis Jatobá