Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A minha metade

A minha metade.

Quem será?
Onde andará essa metade que
tanto me faz falta e não me preenche por inteira?

Onde anda essa tal metade
que tento sufocar em meu peito,
a angústia de amar sem saber a quem?
Cadê você minha metade?

Nunca procurei essa metade, mas
a falta que ela faz é como
se um rio passasse e levasse com sua correnteza,
os raios de sol,
os luares,
a água fria da noite...

Minha metade.
Cadê você?
Onde andas?
Onde estás com a metade desse amor tão profundo e sincero?

Minha metade, minha alma gêmea.
Alma gêmea da minha vida, da minha metade.

Sinto esse vazio, o único vazio que existe na minha vida.
Minha metade.

Eu sei onde andas, sei onde vives, sei que existe.
Mas eu, um ser incompleto sem você, mas completo de emoções e sentimentos,
na minha insignificância, suporto a dor de não poder ter ao meu lado, nos meus momentos
comigo mesma.
Esses momentos que trago com carinho e amor, guardo para ti, para nós dois
quando pudermos, no firmamento ou quem sabe, numa vida além dessa, poder desfrutar de todo
esse amor que possa existir entre duas metades que se amam e se completam.

Estarei sempre te esperando, a minha vida toda em todos os lugares e em
qualquer dimensão.
Te amo!

Minha Autoria.
Mônica Bynot - 04/07/2006 - 22:30
Mônica Bynot
Enviado por Mônica Bynot em 12/10/2006
Código do texto: T262292

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mônica Bynot
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1493 textos (101046 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:42)
Mônica Bynot