Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor de 70




Vou correr...

sem perder a esperança,

mesmo se olhar sem ver

quero você menina....

outra vez,

meu amor criança!

 

Percorri vilas e cidades procurando,

nada como aquele amor inocente...

aquele feitiço da meninice

ou um carinho aparente.

 

Escuto ainda a "nossa canção",

lembro dos nossos bailinhos,

tuas trancinhas meio hippie,

do teu vestido midi amassadinho.

 

Meu cabelo comprido,

meio hippie...  meio relaxado,

nossos encontros meio escondidos,

tantas briguinhas apenas por chegar atrasado.

 

Só tinha cinema se fosse rock,

a vitrola tocava a noite toda,

Jovem Guarda rolando...

pra fazer amor no fusquinha

parecíamos malabaristas se amando.

 

Hoje pra relembrar... tomei cuba libre

e até Hi Fi....

mas não tem o mesmo gosto!

Até o chiclete Adams ficou diferente,

sem namorada de mini-saia

não tem sabor... mesmo que eu  tente.

 

Lembra da lagoa?

Não tinha nada de encantada,

tomávamos banho,

sem culpas...

sem desculpa.

E era lá que gostávamos

de fazer amor na madrugada.

 

Hoje passei  perto do colégio,

onde nos encontrávamos todos os dias,

onde teu pai me atrapalhava pra caramba,

era só começar o abraço...

o amasso...

nesta hora que o velho sempre aparecia.

 

Minha paixão ainda está latente,

lembro teu amor meio criança,

que em nada era inocente,

mas era amor puro...

amor jovem...

amor novo...

amor quente... um amor do nosso tempo.

 

19/09/2001
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 12/10/2006
Código do texto: T262495
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:34)
Caio Lucas