Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Namorico




"Espere-me no portão...

te pego às 7...

não vou tocar a campainha

ou te espero na esquina...

sei que teu pai está em casa...

então até já... beijos."

 

 

Este é meu tempo,

lembrei hoje mais uma vez,

meu caminho até a casa da menina,

acho que foi um sonho maior,

um tempo dourado,

sem preocupação... sem calmante...

só namorar era importante.

 

 

Quem nunca marcou um encontro na esquina,

o namorico escondido,

beijinhos roubados,

cinema dividido,

a cerveja sem gelo,

o cigarro filado,

a bala de hortelã pra disfarçar

e a hora de chegar atrasado.

 

 

Quem nunca tomou cuba libre,

dançou agarradinho,

disfarçou quando a música parou,

qual menina nunca deu cobertura,

te ajeitou mesmo envergonhada,

com carinha de anjo ficava safada,

sem perder a inocência nem ficar acanhada.

 

 

Quero hoje passear de mãos dadas,

tomar sorvete, te deixar melada,

te beijar roubado como criança,

te abraçar sem dizer nada.



 

Não tenho saudades... é só recordação,

muito carinho, até muito gosto,

não posso reclamar da minha paixão,

tenho tudo que quero,

tenho você e teu coração.

 

*******

25/05/2001

****

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 12/10/2006
Código do texto: T262497
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:18)
Caio Lucas