Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMO-TE

Ainda
não sei bem
porquê
talvez na conta
infinitamente confusa
que o teu Deus fez

Amo-te

Em silêncio
com toda a amizade
porque este podia ser um poema
sem ser de amor
pois adoro-te para além disso
com a enorme força
da minha interioridade

Amo-te

Nas pequenas coisas
que vou fazendo
juntando
às enormes
para matar o tempo
que passa
na minha mágica ampulheta
em que o tempo
é tanto
meu inimigo
como amigo
quando sinto
que me faltas
que de alguma forma
me completas
em palavras
que nunca terão fim
nesse estrada infinita
por onde te quero acompanhar
distantes
mas juntos
cada um
no seu lugar

Amo-te
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 12/10/2006
Código do texto: T262594

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:14)
Miguel Patrício Gomes