Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Depoimento de um viajante

Hoje dia 22 de setembro de 2006 às 16h27min na saguão do aeroporto a espera do retorno após diversas vezes ter relembrado os quatorze dias incríveis e inesquecíveis que vivi ao lado das minhas novas paixões, reflito o quanto sou imaturo, insensível e egoísta, o quanto me falta sabedoria para viver de forma plena e conquistar meu espaço na vida das pessoas que amo, percebi o quão perto estive de seus corações e as inúmeras chances que me deram para que eu fosse o companheiro que precisavam, mas ao contrario pensei mais em mim do que nelas, mais nas minhas carências do que nas delas, mais nos meus planos do que nos delas, entendi finalmente que não sou o centro do universo e que não posso carregar a vida de ninguém nas minhas costas.

Foram momentos maravilhosos, mesmo aqueles que poderiam ser evitados, pois seus efeitos aparentemente não foram tão positivos quanto se esperava.

Fui tratado como um príncipe no tempo que pra mim fora reservado e sei que fui um peso quando insisti em estar onde não deveria.

Embriagado de amor e paixão e não consegui discernir o que realmente deveria ter feito, deixei levar-me pelo insano momento do desespero da despedida, fugi dele até onde pude, até o meu limite físico, emocional e financeiro.

Causei uma péssima impressão final, mas talvez infelizmente esta impressão não seja falsa, sim acho que descobri que sou assim mesmo, intenso, profundo, cuidadoso, egoísta, protetor, zeloso, ciumento, vaidoso, mal resolvido com a minha aparência um pouco acima o peso, com as formas um tanto disformes, às vezes atrapalhado, calado e falador nos momentos errados, em fim sou humano, incapaz, frágil, sou apenas alguém tentando ser um pouco melhor a cada dia, consciente de meu lento progresso.

Porém de uma coisa eu tenho absoluta certeza, eu as amo e vou lutar com todas as minhas forças para conquistá-las e encontrar um lugar em suas vidas, até onde minhas energias me permitirem, sinto que as mais importantes habilidades humanas, terei que desenvolver, paciência e perseverança, acredito que a melhor maneira de lutar é com o silêncio, e se eu não vencer esta guerra no mínimo conquistarei o mundo ao final dela.

Ela a mulher com quem sonhei a vida toda ainda não pode ser minha e talvez nunca venha a ser, acho que prefiro esperar o pior, mesmo sendo otimista, e enquanto escrevo estas palavras meu coração aperta como se eu estivesse morrendo um pouco por dentro, minha vida novamente perdeu o sentido a direção, não sei como vou viver os próximos dias, semanas, meses e quem sabe anos, sonhei com o seu amor e não conquistei, não posso me enganar, ela não é minha e talvez nunca tenha sido mesmo nos momentos em que me senti seu, e pior que isto, talvez nunca venha ser.

Seu corpo, sua voz, seu olhar, seus cabelos, seu suave perfume de mulher madura e ao mesmo tempo cheia de vida e juventude, sim ela é a minha Eva. Seu gemido e seu amor me enganaram me iludiram, me embriagaram, me fizeram sonhar um sonho quase que impossível de ser realidade.

A despedida, sem esperanças, sem compromissos, sem palavras doces de amor, porém com muita gratidão desnecessária ainda que recebida com carinho, pois meu amor não carece disso, ele é verdadeiro, doador, compreensivo, provedor, preocupado, abnegado e muito, muito intenso.

Aprendi muito com estas duas garotas maravilhosas, mãe e filha, com seus problemas, opiniões, impulsividade e jeito especial de enfrentar a vida e dar a volta por cima, se um dia eu puder ser o seu companheiro e pai, certamente seremos muito felizes, seremos uma família, pelo menos é assim que vejo em meus sonhos.

Estes são os meus pensamentos e sinto uma profunda vontade de compartilhar com ela a minha Eva, mesmo sabendo que posso decepcioná-la um pouco mais, eu sou assim mesmo, preciso falar para o mundo o que sinto e se o mundo não me compreender, pelo menos me conhecerá.
Frota Júnior
Enviado por Frota Júnior em 12/10/2006
Código do texto: T262988
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frota Júnior
Belém - Pará - Brasil
7 textos (205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualizaçăo em 05/12/16 09:00)
Frota Júnior