Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANJO DISTANTE



Anjo distante que há muito me encantou,
Onde estás que não respondes,
Os repetidos apelos do meu pobre coração?

Dançastes um dia, em minha imaginação.
Me encantando os olhos da alma,
E perfumando minha turvada  visão.

Hoje representas, suave lembrança,
Que aos poucos se evapora em nuvens,
De plangente emoção.

Se um dia fui feliz vendo sua etérea imagem,
Ao som de romântica melodia,
Hoje sofro solitário por sabê-la distante.
Sinto uma lágrima morna, o meu triste rosto sulcar,
E uma brisa causticante, o meu coração assoprar.

As flores que de sua boca fluíam,
Com perfumes inebriantes,
Hoje só vivem em meus sonhos,
A velarem  meus tristes instantes.
Gilberto Feliciano de Oliveira
Enviado por Gilberto Feliciano de Oliveira em 12/10/2006
Código do texto: T263081
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Feliciano de Oliveira
Araguari - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
75 textos (8104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:35)