Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0845 - Nua



 

Parei o pensamento noutro dia de amor,

aquela tarde que nada me obedecia,

o desejo ia pro teu lado da cama,

o amor nos abraçava sem tomar conhecimento,

foi à noite, até o dia ou a tarde toda de prazer.

 

 

Nua, enlouquece meu raciocínio,

faz anoitecer meus delírios de você,

não lembra minha boca da tua boca,

ainda sinto tua carne tremula,

um pouco abaixo do beijo, teus seios loucos.

 

 

Final do gozo, outros tantos gozos de carinhos,

o gemido que um dia foi incontido,

saiu junto, ejaculou um meio grito dentro do sexo,

toma, fica o amor, me diz assim outra vez,

até que meu corpo desapareça pelos teus lados de dentro.

 

 

Espalhe meu corpo por cima da tua louca nudez,

deixa as mãos correr sem pedir, entrar sem sair,

louca volte teu rosto, louca pra me beijar forte,

empurre e volte, muitas vezes, quantas mais,

até que os nus desapareçam mais abaixo do lençol.

 

 

16/10/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 16/10/2006
Código do texto: T266028
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:22)
Caio Lucas