Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Sentido e Sem Razão...*

Sem sentido e sem razão
Eu procuro por palavras
Tal qual o ceifador que ceifa
Tal qual o lavrador que lavra

Mas palavras nunca são
O reflexo do intento
São retratos do momento
Em que foge a inspiração

Se não digo o que sinto
Não me julgue insensível
Já que ainda é impossível
Dizer todo sentimento

De meus amores levianos
De tantos outros ausentes
São lembranças fugazes
De meu jeito acaciano

Ao dizer o indizível
Ao penar o meu lamento
Não consigo, mas eu tento
Parecer um pouco crível

Se palavras não encontro
Não me torno irrefletido
È porque não há sentido
No que é inexplicável

Se puder ser imprudente
Sem compromisso com a norma escrita
Julgo somente o necessário
As letras que minha pena cultiva

Sem destino e sem fragor
E que retratam somente
A memória de um grande amor.

Ad majora natus



* Obra realizada em conjunto com a colaboração indispensável do amigo e jovem poeta Rafael Veloso
Alexandre Casimiro
Enviado por Alexandre Casimiro em 16/10/2006
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T266136
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Casimiro
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
67 textos (14588 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:03)
Alexandre Casimiro