Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARIA

Eu nunca tinha sonhado,
Até Maria chegar.
Mais velha que eu dez anos,
Maria quase uma artista,
Dessas que tem na novela.

Maria da cidade grande,
Das roupas modernas da moda,
Que as outras esconjuravam
E se benziam: Cruz-credo!
Espiando das janelas,
Beliscando seus maridos,
Dizendo que ela era diaba!

Só eu não acreditava
No que diziam as más línguas,
Maria me abraçava,
Me dava beijo na testa,
Me marcava com batom
Depois ria e ria e ria...

Um dia sonhei que Maria
Era uma daquelas estrelas
Que minha mãe ensinou:
Lá no céu tem três marias!
Pensava em Maria rindo,
Maria é tão bonita
Que até parece uma estrela!

Depois vi Maria com os homens,
Guardei com raiva o meu sonho,
Vi Maria na bebida,
Maria rindo destravado
Enquanto brigavam por ela,
Não falei mais com Maria,
Fugia dela feito um pensamento impuro,
Chorei escondido no mato,
Tentei até suicídio,
Nunca mais quis ver Maria!

Mas o tempo despiu Maria,
Ficou nua de beleza,
Os homens a esqueceram,
Maria agora era triste,
Maria era uma sombra
Dentro da própria Maria.

(Maria entregue á bebida,
Maria convulsionada,
Maria livre da fama,
Maria morta Maria,
Maria,Maria,Maria...)

Só eu lembrei de Maria,
Maria branca na sala,
Sem batom,roupa da moda,
Apenas Maria sem nome
Que os homens cortavam volta
Ao vê-la bêbada na calçada,
Que as mulheres nem ligavam
Se os maridos olhavam
A diaba que um dia
Eles tanto desejaram.

Só eu velei o seu corpo
Que tantas mãos cobiçaram,
Só eu chorei por teus olhos
Que outros olhos amaram,
Só eu não toquei teus lábios
Que tantos lábios beijaram.

Só eu acompanhei Maria
Voltando pras três Marias,
E na última despedida
Contei-lhe meu sonho bobo,
Me aproximei do seu rosto,
Disse que ela era bonita,
Que parecia uma estrela,
Beijei sua testa fria
Depositando uma rosa
Em sua última moradia.

Não podia mais sentir raiva
Da mais triste das mulheres,
Maria agora era santa,
Me perdoem os que tiverem
Por santa outras marias
Mas no altar das estrelas
As três marias festejam
Santa Maria dos impúberes!
Gilberto de Carvalho
Enviado por Gilberto de Carvalho em 17/10/2006
Reeditado em 14/08/2009
Código do texto: T266349
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto de Carvalho
Pirajuí - São Paulo - Brasil, 44 anos
299 textos (13353 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:08)
Gilberto de Carvalho