Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

nenhum de mim

rolo de um lado pro outro
não me mantenho na cama
tua alma me persegue
eu a sinto em chamas
ela sente a falta do mundo
e a falta até mesmo de ti
do que pudesse estar junto
do peso da violência
que te fizeram e eu aqui
sem poder suportar
o meu corpo cansado
sem poder dividir
sem poder resgatar
o que quer que houvesse
o meu descanso contigo
sem poder ser o amigo
que tanta falta te faz

alguns minutos atrás
ao pé de uma linda mangueira
vi uma tarde inteira
que não te deu o perdão
nem na imaginação
que nenhum de nós suportou
só a certeza que o tempo
tudo irá cicatrizar
ao menos é o que invento
pra poder atenuar
pra poder me aturar
eu que agora não posso
me dar ao prazer de inventar
tantas palavras mágicas
tantos nomes e letras
que inventei pra você
além de poder te dizer
te amo te amo te amo


Rio, 15/10/2006 (dia do professor)
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 17/10/2006
Código do texto: T266407

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:29)