Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO PARTAS

Diz-me adeus à moda antiga
Sussurrando versos em compasso,
Deixa-me o perfume da paixão perdida,
A saudade dos momentos e do forte abraço.

Não me digas adeus num rompante,
Não foste um transitório ocupante,
Deste coração solitário e triste.

Teu amor me fez tanto bem,
Trouxe-me a alegria da vida,
O bem e o mal que ela tem,
Despertou-me aptidões adormecidas.

Espera criatura amada,
Não voes como ave migrante.
Antes de ti havia nada,
Hoje existe este amor gratificante.

Não partas para outras terras
Em busca de calor para o teu inverno,
Pois a solidão é um triste inferno,
A vil sentença que a alma desterra.

Não te vás, espera mais um pouco!
Fica, sente este meu desejo louco,
De te prender, tornar-te parte de mim,
Antes de tudo chegar ao fim.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 21/06/2005
Reeditado em 21/06/2005
Código do texto: T26642

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343094 leituras)
19 áudios (10579 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:48)
Maria Hilda de Jesus Alão