Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANIMAL

indefeso este bicho estranho
que assusta com sua complexidade
de viver em função de um sonho
vivendo em não função de saudade

que a tudo domina esta tal de emoção
causando mistos de alegrias e tristezas
e leva ao fundo da solidão-depressão
num jogo de certezas e incertezas

jogo este de cartas marcadas
onde ninguém sairá vencedor
jogo este de palavras faladas
que resultará em dor ou rancor

mas só este animal sabe o quanto dói
ser mal interpretado e julgado como quisto
mas só este animal sabe o quanto corrói
ter ouvido tudo o que também tinha visto

pobre animal este que vive
a mendigar sempre uma atenção
mas na angústia ninguém te assiste
tu és um nada até então...

igual a este animal outros existem
existem sim, mas não vivem não
e essa vida só então consiste
no sofrimento deste mundo cão

então nota-se que é em vão
para o triste animal amor receber
já que o irracional não tem coração
já que tanto faz viver por viver

igual a mim outros sentiram
o pesar de uma infame comparação
de quem não sentiu com a mente
de quem não pensou com a emoção

então o que resta a este animal
se não uma vida num real canil
sua realeza prisão, afinal
é um ser indiferente, ao qual ningúem viu

mas há de existir alguém neste mundo
querendo preservar este bicho que quer
demonstrar que por traz de um animalzinho
existe uma verdadeira MULHER...
Mah Vitorino
Enviado por Mah Vitorino em 17/10/2006
Reeditado em 23/02/2010
Código do texto: T266486
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mah Vitorino
Recife - Pernambuco - Brasil, 27 anos
37 textos (14258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:06)
Mah Vitorino