Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0847 - É primavera…



 

 

É primavera…

Espero os momentos,

a vida,

as estações, o dia,

à noite, nós.

 

 

Demore um pouco e me deixa louco,

como foi setembro, o outro,

se chegar, toque meu rosto,

talvez ainda seja inverno.

 

 

Traz o braço, o abraço,

deixa-me quente,

faz um traço de saliva na pele,

depois me toque com a boca,

faça com que eu grite de prazer.

 

 

Quando terminar a primavera,

deixa chuva chegar, a saudade,

fico triste por dias,

e meses te procuro,

até um louco vento me levar ao outono.

 

 

Sopra no ouvido teus desejos,

vem o frio, vento norte,

role um pouco na cama,

aconchega-se no meu sol,

e sorri quente de tesão, até o inverno.

 

 

É primavera...

Quase tudo é felicidade,

não eu sem ti,

meu corpo sem o teu, meu,

para sempre, até noutras estações.

 

 

17/10/2006


Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 17/10/2006
Código do texto: T266720
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116245 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:04)
Caio Lucas