Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Incoerente

Filha da inconsequência,
Num ato de eloquência,
Sem nenhuma condolência,
Testei minha paciência,

Simbolo da inocência,
Tão linda como uma hortênsia,
Explicada pela ciência,
De forma clara e sem nenhuma incoerência,

Me pegou de surpresa,
Como uma fera investindo em sua presa,
Encurralado, apaixonado,
Entorpecido e assombrado,

Esse amor inconsequente,
Esse amor contraditório,
Longe de ser um espólio,
Acabou se tornando uma semente,

E na jornada da vida,
Como uma poesia lida,
Mexeu com o meu coração,
Me deixando sem reação.
Rascunhos Escondidos
Enviado por Rascunhos Escondidos em 17/10/2006
Reeditado em 24/05/2008
Código do texto: T266813
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rascunhos Escondidos
Ferraz de Vasconcelos - São Paulo - Brasil
1130 textos (15766 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:19)
Rascunhos Escondidos