Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

noite fria

envelopado num capote de algodão
a sua mão que não consegue me esquentar
também pudera, pois eu tenho a impressão
que você não virá
e eu vou congelar
não posso acreditar
que eu vou ficar na noite fria sem você
e sem ninguém pra me curar
da ironia de querer
o que eu nunca vou ganhar
sem seu calor, não dá
eu vou me resfriar

o meu nariz tá entupido, estou febril
minha garganta acusa a dor da solidão
eu não entendo porque você desistiu
você não viu que eu não
vou me curar e então
vou me atolar na noite fria sem você
sem ter com quem me aquecer
se eu não tenho o seu calor
não pode haver o cobertor
que vá remediar
se você não chegar
não sei o que esperar


Rio, 15/10/2006 (dia do professor)
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 18/10/2006
Código do texto: T267105

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:32)