Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
minhas pequenas profecias pessoais


você andou em uma estrada tão cheia já de folhas secas
e veio até mim com o amor e sem a presunção
de amar alguém tão grande como eu
esse amor veio assim tão fora de hora
predestinado sim, mas sem que nós soubéssemos de algo


eu só queria parar e repensar a minha vida
evitar todas essas profecias inevitáveis
e amar você sem essa tétrica medida de 21 dias!

2004, 2005, o terror me assolava
quero terminar 2006 amando você
e atravessar essa nossa nova época felizes e amados

sem mais calores ou medos que te envelhecem
sem mais frios calcificantes ou meras paranóias
porque isso tudo tem hora pra acabar
e o lado dela você vai lindamente caminhar!

redenção de pregos romanos já enferrujados!
meu anjo deve me detestar!
horrendas cenas de ficção que passam em minha cabeça
que não tem inicio, meio ou fim para se fartarem!

você pode sentir o quanto eu te amei já em sonhos?
é daí que viemos e hoje não sabemos dizer de onde isso nasceu!

já não é mais hora de sofrer
porque tudo é justificável
prometo a você não dividir minhas dores
porque eu só quero Paz nesse meu novo amor
eu só quero ser aludido pelos sinos dos anjos
que anunciam a tua chegada
não mais agressões ou mágoas
não mais drogas ou psicoses

te amo da tua cama
te desejo profundo amor em frente ao meu monitor
e então vamos mergulhar nessa minha nova imersão de amor
que você tanto amou e pedirá sempre mais!

juntos
separados brevemente apenas
te amo e te admiro
me perdoe se eu não sei explicar o que se passa
amor adolescente não é destinado a nós
mas é bem parecido com algo assim
o que eu faço se eu perder o controle junto de você?
ô que eu faço de uma hora para outra
quando descobri já que te amo?

o mundo pode se tornar pequeno pra nós dois
pequenas profecias pessoais
mundo épico que se fecha em breve para o medo
que se abre para uma nova era em minha vida
com você ou a mera informação de que você existe

pequenas imensas profecias celestiais
destinadas a mim
a chave está nas mãos de DEUS
se ele julgar que sou finalmente capaz de te amar...

eu juro a mim mesmo e a você
que ainda descubro o que é esse nosso estranho amor
não é “estranho”
só nos pegou de surpresa
como um grande desfecho de um ciclo
na vida de 2 pessoas que amam de verdade...
Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 18/10/2006
Reeditado em 18/10/2006
Código do texto: T267498
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70500 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:10)
Rônaldy Lemos