Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR NO ÉDEN

UM ALGUÉM , NEM SEI QUEM

ME PEDIU UMA PESQUISA DE FÍSICA QUÂNTICA

JÁ ME SENTIA A RECEBER LAURÉIS E DOSSÉIS

ME VIA EM PÁLIO DOURADO

NA VIA ÁPIA TODA ATAPETADA

UMA QUEDA DE ENERGIA

E O PC JÁ ERA

NA ESPERA DA VOLTA E DO REINICIAR

DEIXO O COTOVELO SOBRE A ESCRIVANINHA

RECOSTO A CABEÇA EM MÃO MINHA

FECHO OS OLHOS E NOS VEJO

ESTAMOS NO JARDIM DO ÉDEN

MÃOS DADAS À PERCORRER AS ALAMEDAS

BUSCAR TÂMARAS AZEDAS

NADAR NUM LAGO AZUL

A NUDEZ É SEM PRECONCEITO

AINDA NÃO CONHECEMOS A ESTUPIDEZ

ESSA ODIOSA PROMISCUIDADE É INSENSATEZ

A FORMA ERRADA DE ENCARAR AS COISAS

NOS LEVA DO SENTIMENTO À ESCASSEZ

NÃO SABÍAMOS O QUE ERA SEVÍCIA

E MUITO MENOS A EXECRANDA MALÍCIA

ANDÁVAMOS NUS

TUDO NORMAL

VÍVÍAMOS DE FORMA IGUAL NO DIA A DIA

SUBIR EM ÁRVORES PARA O CAFÉ DA MANHÃ

O BELISCAR DE ROSADAS ROMÃS

CATAR MORANGOS AO MEIO DO DIA

BEBER ÁGUA DE CÔCO TODO DIA

SOBRE O PARREIRAL BUSCAR AS NO PONTO

AMORAS VERMELHAS E DOCES CHUPAR

REFESTELAR DE ALIMENTO

LANÇAR PALAVRAS AO VENTO

COLHER FLORES AO AMANHECER

BRINCAR DE PIC ESCONDE NO ALVORECER

CORRER PELOS CANTEIROS

AMAR E SUAR POR INTEIRO

NO GÊISER BANHO QUENTE TOMAR

NO CALOR, EM ALGUMA CACHOEIRA, NOS REFRESCAR

OUVIR NA MADRUGADA O CANTO DO ROUXINOL

ACORDAR COM O CANTO DO GALO AO NASCER DO SOL

SEM ATROPELOS, SEM ABALO

BUSCAR NAS COLMÉIAS O DELICOSO MEL

BEIJAR TUA BOCA E SE SENTIR NO CÉU

FAZER AMOR NA GRAMA

FAZER DA LAMA NOSSA CAMA

A COBRA, AQUELA VÍBORA

POR CIÚMES DE NOSSO AMOR

É LÓGICO ELA É DIFERENTE DE NÓS

POR MÁGOA SE TRANSFORMA EM ALGOZ

FOMOS EXPULSOS DO JARDIM

MAS VIVEMOS AMOROSAMENTE ATÉ O FIM.



GDaun
Enviado por GDaun em 21/10/2006
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T269739

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:38)
GDaun