Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Incitação

A nudez do corpo
É um espetáculo à parte
É pura obra de arte
Esculpida pelos deuses
Pra despertar os desejos
De uma pobre mortal

Nenhuma palavra irá definir
Entre sonho e realidade
O desejo que me fazes sentir
Ao seu corpo tocar

Saber que essa imensa beleza
Foi exclusivamente minha
Tornou minha alma vazia
Depois que o sonho morreu

O sonho a tudo resistiu
E a espera continua
E ter a  sua alma toda nua
É tudo que quero
E há muito espero


Pecado que acaricia
Leva até a porta do céu
Mostra o que é o paraíso
Depois desce ao inferno
Mostrando que é preciso
Ter mais luxúria e prazer


 
Desejo contido e mesclado
Com saudade e esperança
Do “quem espera sempre alcança”
Não ser apenas ditado
 
Porque se apenas ditado for
Não quero ficar na lembrança
Quero ter por vingança
Mais um momento contigo

Se quem espera sempre alcança
Eu não sei por quanto tempo
Ainda tenho que esperar
Para dizer em seu ouvido
Coisas que nunca te falei
 
E assim te deixar louco
Querendo tudo e mais um pouco
Derreter o gelo que impera
Dentro desse lindo corpo
Fazer ascender o desejo
Nunca antes incitado
Levar-te ao mar do pecado
E depois deixar-te a deriva
Sofrendo, clamando por mim
 
Que de longe vou avistar
A nudez agora solitária
E então, quem sabe, voltar
Pra naufragar nos teus braços
E amarrar-te com laços
Da mais pura paixão
E acabar com a saudade
Que mora no meu coração.
Nina Pagani
Enviado por Nina Pagani em 23/06/2005
Reeditado em 23/06/2005
Código do texto: T27110
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nina Pagani
Telêmaco Borba - Paraná - Brasil
16 textos (1325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:28)